Blockchain

Unicef convida jogadores à minerar criptomoedas

A invenção das criptomoedas pode ser considerada uma moderna invenção financeira. Todavia, não podemos ignorar o seu uso em outras áreas. Uma iniciaitva do UNICEF visa aproveitar o poder da mineração para criar uma nova forma de filantropia.

No dia 2 de fereveiro, a Unicef (Fundo das Nações Unidas para as Crianças) divulgou o lançamento de um novo programa que visa arrecadar fundos para as crianças sírias.

O programa foi denominado de Gamer Chaingers. Ele visa a arrecadação de fundos por meio do processo de mineração de criptomoedas. Um dos diferenciais do programa é a da não necessidade de doações monetárias.

Os interessados em participar da iniciativa deverão acessar o site da Unicef e baixar um software. Após este passo, devem ler as instruções do programa de mineração para entender sua operação. De acordo com os dados do programa, a iniciativa já conta com 438 mineradores inscritos, sendo 49 ativos. A arrecadação ultrapassa os 1.176 Euros.

Segundo o portal do projeto:

“Hoje as soluções humanitárias muitas vezes se baseiam em métodos já conhecidos, mas as criptomoedas e sua abordagem revolucionária são uma oportunidade para levantar fundos de uma forma diferente. Você já ouviu falar de Bitcoin? O Ethereum é muito parecido, exceto que você pode minerar mais facilmente a moeda digital através do seu computador e o dinheiro irá diretamente para a carteira virtual da Unicef”.

Por que jogadores e criptomoedas?

Os jogadores de PC não são o foco natural de instituições de caridade. Porém, com o advento da blockchain e das criptomoedas, eles tornam-se um foco valioso para a mineração de criptomoedas.

As poderosas placas gráficas utilizadas pelos gamers para a renderização de seus jogos podem facilmente ser utilizadas para a mineração de criptomoedas.

A Unicef acredita que os jogadores estarão dispostos a emprestar os seus recursos de hardware e de energia elétrica durante os períodos de baixa atividade para ajudar instituições de caridade sem a necessidade de qualquer transferência em dinheiro.

Unicef Brasil

Imagem: Unicef Brasil


Imagens: Pixabay e Unicef.

Fonte: News.bitcoin

Entre na discussão