O Bitcoin é uma Bolha? Qual o futuro da moeda?

Seja você um entusiasta das criptomoedas ou não, provavelmente já ouviu falar em Bitcoin.  Muito já foi especulado se a criptomoeda é ou não uma bolha. Estes comentários só tem aumentado após o boom de valorização que a criptomoeda atingiu no fim do ano de 2017.
 
Dito isto, vale a pena conhecer alguns aspectos gerais desta tecnologia. Mesmo que você acredite não ter muito conhecimento técnico, vale apena saber mais. Seguem a seguir algumas informações relevantes seja para investidores iniciantes ou aspirantes da tecnologia.
 

Uma visão geral sobre o Bitcoin

 
O Bitcoin foi concebido em meados de 2009. Coincidentemente um ano após a crise econômica de 2008. Ele foi criado por um indivíduo anônimo ou um grupo de pessoas intitulado Satoshi Nakamoto. O primeiro documento oficial criado sobre a moeda pode ser visto aqui.
 
Para muitos o valor intrínseco do Bitcoin não está na moeda em si, mas nas possibilidades que a tecnologia oferece. A tecnologia do Bitcoin é denominada Blockchain.
 
A blockchain funciona como um livro-razão público e descentralizado. Dele depende toda a rede Bitcoin. É a partir dela que cada transação é confirmada e incluída nesta cadeia de blocos (como os elos de uma corrente). Uma transação nesta rede não pode ser revertida ou desfeita. Sua seguridade é garantida através da tecnologia de criptografia.
 
Para trabalhar em cada transação, o Bitcoin necessita do que é conhecido como Prova de Trabalho. Ou seja, para que cada transação seja confirmada, um computador deve realizar um cálculo complexo. Como recompensa, o proprietário do computador que fez o cálculo recebe alguns bitcoins. Tal processo é conhecido como Mineração.
 
Assim, uma das principais formas de se adquirir bitcoins é através desta prova de trabalho. Outras formas são através da compra (via corretora ou pessoa física) ou da troca por produto ou serviço.
 

O que é a mineração de Bitcoins?

Mineração de bitcoins e criptomoedas
A mineração de bitcoins funciona através de um sistema de consenso distribuído que visa alcançar a confiabilidade geral do sistema. A mineração é então utilizada para a confirmação das transações. Em suma, a confiança do Bitcoin está na tecnologia e sua descentralização, não em uma autoridade central.
 
Ao ser incluída em um bloco, uma transação receberá a sua confirmação. Quando uma transação é confirmada significa que ela foi processada pela rede e que é muito improvável que ela seja revertida.
 
Tal operação possui múltiplos propósitos. Ela garante que a cadeia de blocos possua uma ordem cronológica. Também projeta a neutralidade e confiança da rede. Ainda garante que o estado geral do sistema seja controlado por inúmeros computadores diferentes.
 
Um bloco dentro da blockchain não pode modificado. Tal ação invalidaria os blocos subsequentes. Com resultado, a tecnologia é extremamente segura, garantindo confiabilidade.
 

O Bitcoin é uma bolha?

 
Perto do fim do ano de 2017, muita gente estava buscando investir o máximo de dinheiro possível nesta criptomoeda. Agora, dificilmente alguém é capaz de ouvir a palavra “Bitcoin” sem que a conversa termine com a palavra “bolha”.
 
Isto por quê a criptomoeda demonstra alguns sinais de ser uma bolha. Eis alguns deles:
  1. O preço do Bitcoin está extremamente volátil.
  2. Para muitos, o modelo de transações privadas é questionável.
  3. Alguns investidores massivos possuem a maior parte do mercado.
Porém, determinar se o Bitcoin de fato é uma bolha inda é bastante complicado. E isto acontece por que o Bitcoin já se tornou uma indústria verdadeira (mineração, investimento, ICOs, etc).
 
Mas a grande pergunta que não quer calar é: por quanto tempo isto vai durar?
 
O professor de economia de Yale e Prêmio Nobel Robert Shiller tem a sua opinião sobre o tema:
 
[Bitcoin] pode colapsar totalmente e ser esquecido e acho que esse é um resultado provável, mas pode perdurar muito, por muito tempo, ainda pode estar aqui em 100 anos.
 
O co-fundador da Glint, uma startup de criptografia, discorda. Para ele, a ideia de que o Bitcoin é uma bolha apenas reflete que as pessoas ainda não perceberam o cenário de forma completa:
 
Bitcoin não é uma bolha, embora tenha todas as características e antecedentes que é o precursor de uma bolha. O termo bolha tende a indicar um preço que nenhum resultado futuro razoável pode justificar. Em termos de preços, bitcoin e altcoins (criptomoedas alternativas) estão em uma bolha. Em termos de valor, o bitcoin não é.
 

Qual o futuro do Bitcoin?

 
Quem já não se perguntou ao menos uma vez sobre isso?
 
O fato é de que o Bitcoin ainda é uma tenologia nascente. Há menos de 10 anos atrás, ninguém havia sequer ouvido falar dele. No início, era conhecido apenas em círculos muito restritos e entusiastas, cyberpunks e me nichos para compras de itens ilegais. Hoje em dia, todos podem possuí-lo, desde o executivo até a dona de casa.
 
Mas independentemente das flutuações bruscas de preço, o Bitcoin é apoiado em seus conceitos e tecnologia. Ao apegar-se a isso, presume-se que a blockchain veio para ficar.
 
O que você acha? Bitcoin é uma bolha ou um investimento de boa-fé? Deixe-nos saber nos comentários abaixo.