Leilão de Bitcoins: Estados Unidos venderão mais de 2.000 unidades

2.170 bitcoins num valor de mercado aproximado de US$ 24 milhões estão em processo de leilão. O US Marshals Service planeja realizar um leilão de bitcoins. Estes ativos digitais apreendidos de crimes federais. Isto pode revelar-se uma ótima oportunidade de investimento visto que as previsões indicam que o preço do Bitcoin pode vir a aumentar.

Os bitcoins apreendidos vieram, em sua maioria, de crimes ligados ao tráfego de drogas. No leilão, os ativos serão divididos em 14 blocos, sendo estes constituídos por 70, 100 ou 500 unidades. Para participar do leilão os interessados são obrigados a realizar um depósito prévio de US$ 200.000 e preencher um formulário de inscrição até o dia 14 de março.

Os ganhadores do leilão deverão ser notificados até o dia 19 de março deste ano. Porém o processo de revisão do leilão pode levar a algum atraso neste prazo.

Rastreamento dos envolvidos

Como o leilão advém de um órgão federal, a rastreabilidade das informações dos investidores faz um certo sentido. Sendo assim, o recebimento das criptomoedas deverá ser rastreado de forma cuidadosa para garantir que as moedas não sejam reinvestidas em atividades maliciosas.

Também foi mencionado o fato de que o comprador terá de pagar algumas taxas relacionadas à compra dos ativos. Mas ao considerarmos que as taxas de transação do Bitcoin caíram bastante nas últimas semanas, isto não pode ser considerado um grade problema.

Outros leilões

Esta não é a primeira vez que o Governo dos Estados Unidos leiloa Bitcoins advindos de apreensões em operações federais. No início deste ano, aproximadamente 3.813 Bitcoins foram leiloados e adquiridos por 5 compradores.

Entre 2014 e 2015 o governo leiloou os Bitcoins apreendidos do mercado ilícito da Silk Road. Um dos compradores deste leilão, Tim Draper, adquiriu quase 30 bitcoins por cerca de 19 milhões de dólares. Hoje o preço da moeda adquirida chega parto dos 320 milhões de dólares.


Imagem: Pixabay