Google irá proibir anúncios de criptomoedas a partir de junho de 2018

O Google pretende banir toda a publicidade relacionada a criptomoedas. A operação já tem data e será em meados de junho de 2018. O anúncio foi postado em um dos canais da companhia de acordo com uma atualização na política de serviços financeiros.

O anúncio da proibição de publicidade relacionada às criptomoedas ocorre apenas dias depois de alguns anunciantes de criptos terem relatado uma queda acentuada nas visualizações de seus anúncios no Google Adwords. Os responsáveis pela ferramenta haviam negado ter havido quaisquer alterações nos regulamentos dos Serviços Financeiros que tenham bloqueado as publicações relacionadas à criptomoedas ou ICO (oferta inicial de moedas).

De acordo com a atualização na Política de Serviços financeiros do Google, não serão mais permitidos anúncios de “Criptomoedas e conteúdo relacionado (incluindo sem limitação ofertas iniciais de moedas, câmbio de criptomoedas, carteiras de criptomoedas e consultoria em criptomoedas).”

Anunciantes fecham o cerco sobre as criptos

A ação do Google irá afetar todos os produtos publicitários da companhia. Isto significa que as empresas não poderão ter seus anúncios relacionados a criptomoedas nem nos mecanismos de busca (Google e YouTube) nem na rede de parceiros (Rede de Display do Google).

Scott Spencer, Diretor para Anúncios Sustentáveis do Google, falou à CNBC hoje, 14 de março sobre o tema:

“Nós não temos uma bola de cristal para saber onde o futuro levará as criptomoedas, mas observamos danos suficientes para o consumidor ou danos ao potencial consumidor, e isto é uma área que queremos abordar com extrema cautela.”

Em janeiro de 2018, o Facebook já havia proibido anúncios relacionados a criptomoedas julgando os mesmos de “práticas de promoção enganosas”.

Os anúncios relacionados a criptomoedas também estão sendo proibidos em sites de mídias sociais chinesas. A prática está relacionada à proibição de exchanges de criptomoedas e ICOs na China.


E você, o que acha sobre a regulamentação e proibição dos anúncios sobre criptomoedas e ICOs em diversas mídias?

Imagem: Pixabay