G20 discutirá sobre criptomoedas na Argentina

O G20 está preparando discussões sobre as criptomoedas em sua próxima edição na Argentina. O grupo é constituído pelos 19 países mais desenvolvidos do mundo mais a União Européia. O encontro busca promover um esforço para encontrar uma “resposta comum” sobre as regulamentações das criptomoedas.

O primeiro encontro sobre o tema está agendado para a próxima segunda-feira, 19 de março. As negociações contarão com a participação do ministro do tesouro argentino Nicolás Dujovne, o secretário-geral da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), José Angel Gurría.

O segundo encontro acontecerá na terça-feira, dia 20 de março conforme foi informado pelo integrante de organização da cúpula.

Riscos e Inovação

Tanto a agenda quanto os pontos a serem discutidos não foram divulgados. Porém, um documento público fornecido indica que a temática deverá ser cerceada em torno das implicações do uso das criptomoedas, bem como do uso da tecnologia blockchain.

“A questão é um item importante na agenda da reunião, os delegados considerarão uma resposta comum que mitigue os riscos sem desencorajar a inovação”, argumenta.

O documento ainda destaca que a blockchain “possui potencial para promover a inclusão financeira”. Todavia, ainda argumenta que “é importante analisar as implicações par a estabilidade financeira, evasão de divisas e atividades ilegais”.

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin relata que suas maiores preocupações apresentam-se sobre o uso das criptomoedas em atividades ilegais. Leia-se lavagem de dinheiro. As autoridades francesas e germânicas co-escreveram uma carta em fevereiro deste ano que soou o alarme sobre os potenciais riscos para os investidores das criptomoedas.


Imagem: G20

E você, o que acha da intenção do G20 em se reunir para discutir a regulamentação das criptomoedas? Tal passo pode ser prejudicial à inovação? Ou a regulamentação das criptomoedas poderá massificar o uso das mesmas? Deixe o seu comentário!