Criptomoedas: negociação na Coréia do Sul não está banida

Segundo a Blue House não haverá proibição da negociação de criptomoedas no país no curto prazo. O escritório executivo e residencia oficial do presidente sul-coreano realizou um anúncio.

Criptomoedas não estão banidas

O anúncio oficial do governo sul-coreano veio após reações e críticas maciças contra o Ministério da Justiça. Este ministério recentemente anunciou, de forma independente, planos para a proibição do comércio de criptomoedas. A ação foi tomada sem o consentimento do Ministério da Estratégia e Justiça. Outras agências governamentais envolvidas em uma força e trabalho para a regulamentação do comércio de criptomoedas no país também desconheciam o anúncio.

De acordo com a Casa Azul, mais de 60 mil cidadãos votaram em uma petição pedindo a demissão do chefe do Ministério da Justiça Park Sang-ki. O mesmo divulgou uma prematura declaração (11 de janeiro de 2018) de que o governo implementaria uma política para o cancelamento do comércio de criptomoedas.

Quase imediatamente depois que o ministro Park divulgou sua declaração, o Ministério da Estratégia e Finanças enfatizou que não apoia ou concorda com a decisão do Ministério da Justiça de proibir o comércio de criptomoedas. Também acrescentou que o Ministério da Estratégia e Finanças só descobriu sobre a declaração do Ministro Park através de relatórios de mídia, e a decisão de proibir o comércio de criptomoedas não foi acordada pela força-tarefa.

Em 2016, a antiga presidente sul-coreana, Park Geun-hye, que atualmente está presa por acusações de lavagem de dinheiro e corrupção,  teve o seu impeachment decretado por ação das forças de oposição e da população. Milhões de cidadãos sul-coreanos vieram às ruas e cercaram a Casa Azul, até que o tribunal decidiu finalmente processar o impeachment da ex-presidente.

Desde então, a voz dos cidadãos sul-coreanos se fortaleceu e o novo governo, liderado pelo atual presidente Moon Jae-in, prometeu ouvir mais os seus concidadãos.

Em consideração aos eventos passados ​​e ao anúncio do governo de que a proibição de negociação de criptomoedas não será implementada no curto prazo, é provável que o governo sul-coreano se mova para regular e promover o mercado local de criptomoedas.

A proibição é improvável, mesmo ao longo prazo

Anteriormente, um porta-voz da força-tarefa para a regulamentação das criptomoedas na Coréia do Sul  afirmou que o país seguirá o roteiro regulatório estabelecido por países como o Japão e os Estados Unidos. Por isso, é altamente improvável que, mesmo a longo prazo, uma proibição de comércio de moedas digitais seja imposta. Segundo o porta-voz:

O governo sul-coreano não possui outra opção senão seguir os quadros regulatórios e as tendências estabelecidas por outros governos altamente representativos. Embora exista uma reputação negativa associada às criptomoedas, a posição do governo é permitir o que deve ser permitido, em benefício do mercado sul-coreano.