Criptomoedas

Cofundador da Ripple: criptomoedas necessitam de uma rede descentralizada

Para Jed McCaleb, cofundador da criptomoeda Ripple, faz-se necessária a criação de uma rede descentralizada. A criação desta faria com que as criptomoedas sejam bem sucedidas a longo prazo. Ele acrescenta que este foi o motivo pelo qual fundou a Stellar em 2014 na qual é o atual diretor de tecnologia.

Em entrevista à rede de TV americana CNBC ele afirma que sistemas descentralizados de pagamento não seriam melhores que o “PayPal ou o Swift”. Ele adiciona ainda que a descentralização fornece o pavimento necessário para o crescimento e onipresença da rede.

O Ripple e sua centralização

Sendo a terceira moeda em valor de mercado (segundo o CoinmarketCap), o Ripple é hoje uma das criptomoedas mais procuradas. McCaleb, que co-fundou o projeto, separou-se do time devido a divergências relacionadas ao funcionamento e execução do sistema.

Para McCaleb, é muito difícil rodar nós fora do Ripple Labs. Isto exigiria que a equipe executasse a maioria dos nós da rede. Por tal motivo ele considera o sistema adotado pelo Ripple centralizado. O que para ele é considerado como um fator bastante preocupante.

O Stellar e sua tecnologia

De acordo com o diretor de tecnologia, a Stellar obteve um bom desenvolvimento. Em parte, o projeto não teria limitado-se somente a alguns investidores ou participantes bem sucedidos. A moeda teve ampla distribuição.

Tendo um tempo de transação de cerca de cinco segundos (e até menos), McCaleb considera o processo no Stellar bem mais rápido que no Bitcoin.

Sendo também o criador da criptoexchange Mt. Gox (que foi vendida por ele em 2011), ele pontuou na entrevista que a única outra rede descentralizada de sucesso da qual ele teve conhecimento foi a Internet.

“O que estamos tentando construir na Stellar é um protocolo no nível da internet”. “É importante que isso seja feito por uma entidade sem fins lucrativos. Se você imaginar uma internet criada por uma empresa sem fins lucrativos, seria um mundo completamente diferente”.

Blockchain, criptomoedas e o futuro

McCaleb crê que as tecnologias criptográficas como criptomoedas e a própria blockchain irão mudar completamente a mudança das fintechs no futuro. Para ele, o futuro se apresentará com a geração de um livro-razão público onde todos terão acesso, mas que o mesmo não poderá ser alterado aleatoriamente.

O visionário ainda afirma que em 10 anos, a maioria dos ativos, incluindo os não criptográficos, serão digitalizados.


Fonte: CNBC

Entre na discussão